“Perto da minha casa existe um pequeno estabelecimento de venda de jornais, revistas e outros produtos congéneres a que vou praticamente todos os dias. Converso um pouco com os donos, um casal já reformado, que há bastantes anos ali explora o seu negócio.

Quando lá fui, ontem, estavam em grande actividade, a arrumar coisas, a encher caixotes, a retirar das prateleiras os produtos que comercializam. Naturalmente perguntei a que se devia aquela azáfama. Vão fechar o estabelecimento! Perguntei, então, qual a razão para abandonarem o “negócio”. A razão é simples, disseram-me, não conseguem suportar o peso dos impostos!” Artigo de opinião de Celeste Cardona, publicado no Diário de Notícias de hoje, dia 07/03/2013 (carregar no texto para acesso ao documento original)