Skip to Content

Flash

Programa Competitividade e Estratégia para o Desenvolvimento das Empresas e Clusters – CEDE

Consulte aqui a informação sobre a 2ª edição do Programa Executivo realizado pelo ISEG, em parceria com a Harvard Business School.

 

 

Global Corporations Conference 2014

Consulte aqui toda a informação sobre a Global Corporations Conference 2014, que terá lugar no próximo dia 4 de Junho, no Cinema São Jorge.

 

A Global Corporations Conference 2014 tem lugar a 4 de junho, no emblemático Cinema São Jorge, em Lisboa. Um programa de formação e inspiração que apoia o esforço de internacionalização das empresas, fortalecendo os seus líderes com competências e conhecimentos com vista ao sucesso das suas organizações a nível global.

A segunda edição conta com dois oradores de renome internacional.

Jim Stengel, Presidente e CEO da The Jim Stengel Company e ex-Global Marketing Officer da Procter & Gamble, foi o líder responsável por uma estratégia vencedora que transformou as marcas e os resultados da Procter & Gamble. Na Global Corporations Conference, Stengel desvenda os fatores essenciais para a criação de marcas verdadeiramente globais.

Nenad Pacek, Presidente da Global Success Advisors e do CEEMEA Business Group e ex-vice presidente da Intelligence Unit do The Economist Group, especialista em economia global, vem falar-nos de cinco mercados emergentes com alto valor estratégico para os próximos anos.

Para completar o programa, a Global Corporations Conference conta ainda com 5 CEOs que partilham as histórias de internacionalização das empresas que representam, bem como as suas experiências na gestão de negócios globais.

Democracia e Gestão Autárquica – Curso de Formação Avançada

Consulte aqui toda a informação sobre a primeira edição deste curso do Observatório Político.

 

O Observatório Político é uma associação de investigação científica em
estudos políticos, sem fins lucrativos que desenvolve pesquisa sobre as
dinâmicas das estruturas e processos políticos, da constituição das elites
políticas, das alterações das estruturas político-sociais, assim como as
articulações entre o poder político e a sociedade civil.

No *Curso de Democracia e Gestão Autárquica*, cuja 1ª edição se irá
realizar entre *26 de Maio e 16 de Julho de 2014*, pretende-se dar aos
formandos ferramentas teóricas e práticas para a compreensão dos mecanismos de gestão, participação e proximidade a nível autárquico. Teremos como principais eixos a história política das instituições autárquicas, o entendimento das organizações e administração autárquica e os seus
principais instrumentos e ferramentas.

 

 

Assembleia Geral Eleitoral do Forum para a Competitividade 2014

Consulte a lista de Orgãos Sociais proposta, o Relatório e Contas  e a Convocatória da Assembleia Geral Eleitoral do Forum, que terá lugar hoje, dia 28 de Abril, pelas 14h30, na sala de reuniões da CIP.

Seminário “Mercado de Capitais e o financiamento da economia em Portugal”

O Forum para a Competitividade está a organizar, para o próximo dia 27 de Novembro, um seminário sobre “Mercado de Capitais e o financiamento da economia em Portugal” (consulte o Programa).

O financiamento das empresas em Portugal, em particular das PMEs, é uma das principais dificuldades que se colocam ao seu desenvolvimento e gestão saudáveis.

 Um conjunto de circunstâncias de ordem económica e psicológica contribui para esta situação. Desde logo, a debilidade dos seus capitais próprios. Segundo dados do Banco de Portugal, o nível de autonomia financeira das sociedades não financeiras em Portugal é, em média, de 36% (aliás semelhante para micro, PMEs e grandes empresas).

 Os rácios de alavancagem destas empresas são, portanto, bem mais constrangedores do que na maioria dos países europeus. Tais rácios contribuem para uma maior vulnerabilidade das empresas à conjuntura e prejudicam a sua capacidade de investimento, logo, de crescimento em mercados cada vez mais exigentes e sofisticados.

 Como referiu recentemente o Senhor Governador do Banco de Portugal: “É pois, fundamental desenvolver instrumentos financeiros de reforço da autonomia financeira das empresas e definir um quadro de política económica, nomeadamente fiscal, que favoreça o interesse pela abertura e aumento do capital social das empresas”.

 É neste contexto, particularmente no 1º aspeto referido (autonomia financeira) que se insere o presente Seminário que focará, primordialmente, a melhoria das condições de financiamento às empresas, com novos instrumentos, como primeiro passo para uma melhoria global da respetiva situação financeira.

 Serão focados, então, instrumentos de financiamento pelo mercado financeiro, tal como joint bonds e minibonds, para Investidores Institucionais. Tais instrumentos serão analisados no respetivo enquadramento internacional e nas possibilidades e condições da sua introdução em Portugal.

1 2 3