Skip to Content

Forum

Nota de Conjuntura nº 47 – Março de 2020

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Março de 2020.

O Forum para a Competitividade antecipa, num cenário benigno, uma recessão de 4% em 2020, mas que se poderá agravar para 8%, caso a crise se prolongue e as medidas tomadas permaneçam insuficientes.

A resposta à crise pandémica suscitou já um conjunto muito alargado de medidas excepcionais, que suscitam várias dúvidas. Por que razão o Estado não paga de imediato os valores em dívida, sobretudo os atrasados? Nos pagamentos por conta, para quê aumentar o reembolso no verão de 2021, se os fundos são imperiosos agora? Porque não suspender todos os prazos tributários que corram a favor dos sujeitos passivos (com a exceção dos de pagamento)? Que sentido faz penalizar sectores de um lado e incentivar do outro? Se queremos simplificar, porque é que os condicionalismos de acesso aos incentivos fiscais, de segurança social e laborais diferem entre si?

Nota de Conjuntura nº 46 – Fevereiro de 2020

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Fevereiro de 2020.

Para 2020, a Comissão Europeia estima que, dentro dos países da coesão, só Espanha cresça menos do que Portugal.

Extrapolando os resultados dos últimos quatro anos para o futuro, até 2024, Portugal seria ultrapassado pela Hungria, Roménia, Polónia e Letónia, ficando a ser um dos quatro países mais pobres da UE. Em 2031, seria a vez da Croácia nos ultrapassar e a própria Grécia também o poderia fazer na próxima década, tendo em conta as previsões mais recentes da CE. Portugal ficaria então o segundo país mais pobre da UE, só à frente da Bulgária, passando para o último lugar dentro de vinte anos.

Nota de Conjuntura nº 45 – Janeiro de 2020

Consulte aqui o Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Janeiro de 2020.

Em Portugal, o PIB do 4º trimestre de 2019 deverá ter ficado entre os 1,7% e os 1,9% de crescimento homólogo, a que corresponde um crescimento trimestral entre 0,2% e 0,4%. Em qualquer dos casos, o PIB do conjunto do ano ter-se-á fixado nos 1,9%.

Portugal tem um duplo problema de ter demasiado emprego nas microempresas (com menos de 10 trabalhadores): porque está claramente acima da média europeia; porque, no nosso país, as microempresas têm uma produtividade muito inferiores à das outras. Se Portugal tivesse uma distribuição do emprego por dimensão das empresas em linha com a média da UE, poderíamos ter um PIB cerca de 15% superior ao actual.

Nº 8 Perspectivas Empresariais – 4º Trimestre de 2019

Consulte aqui o nº 8 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e os especiais “A Europa depois do Brexit” e “Empresas Portuguesas em 2018″.

Inclui contributos de Banco BIG, COSEC, PLMJ e PwC/CCR Legal

***

Com a única excepção do Ministério das Finanças, é  opinião unânime das diversas instituições que a economia portuguesa deverá desacelerar em 2020, para entre 1,6% e 1,8%, e de novo em 2021, em linha com o que se deverá passar na generalidade das economias avançadas, sobretudo por razões conjunturais, de final do ciclo económico.

No caso de um “soft Brexit”, a UE-27 perderia 284 mil empregos, o Reino Unido (RU) 140 mil, a Bélgica 10 mil e Portugal 6 mil. No que toca à queda do produto teríamos uma perda de 0.38% na UE-27, 1.21% no RU, 0.58% na Bélgica e 0.3% em Portugal.

Nota de Conjuntura nº 44 – Dezembro de 2019

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Dezembro de 2019.

Em 2020, a economia portuguesa não poderá deixar de acompanhar a desaceleração externa dos seus principais parceiros, havendo também riscos internos. O Forum para a Competitividade prevê que a economia portuguesa abrande, de um crescimento em torno de 1,9% em 2019 para entre 1,5% e 1,7% em 2020.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 32 33
Power by

Download Free AZ | Free Wordpress Themes