Consulte aqui o nº 2 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, que inclui: conjuntura nacional, as empresas e os seus custos, conjuntura internacional, mercados, legislação e um capítulo especial sobre as consequências do Brexit.

Integra contribuições de: Banco BIG, COSEC, PLMJ e PWC/CCR Legal

  • É necessário eliminar os incentivos perversos que existem,

que fazem que, em muitos casos, um trabalhador que aceita

um emprego passa a receber menos (em termos líquidos)

do que permanecendo no desemprego.

 

  • O Brexit é um jogo de soma negativa, em que (quase) todos

perdem, mas o Reino Unido perde muito mais do que todos

os outros. A resposta portuguesa a este desafio deve ser:

concretizar as reformas adiadas, para inverter as quase

duas últimas décadas de estagnação e ser muito mais

pró-activo na angariação do IDE que vai deixar de ir para o

Reino Unido.