Leia aqui a notícia publicada no Financial Times, no passado dia 15/01/2016.