Leia aqui o artigo de Pedro Ferraz da Costa, publicado no jornal Público hoje, dia 06/07/2017.