Leia aqui o artigo de opinião de Jaime Esteves, publicado no semanário Sol, no passado dia 11/10/2013.

 

“A principal expectativa para o Orçamento do Estado para 2014 (0E2014) é a de que este garanta um saldo primário positivo. Nesse contexto, o número 0,2% do PIB é o numero mágico, motivado em 2/3 pela redução da despesa, tal como estava previsto no plano de ajustamento, e em apenas 1/3 do aumento da receita. A forma de garantir o saldo orçamental primário constitui pois o grande desígnio do Orçamento.”