Notícias

Nota de Conjuntura nº 81 – Janeiro de 2023

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Dezembro de 2022.

Há duas ideias centrais a reter de Janeiro: i) aparentemente, acabou a sucessão de revisão em baixa sucessiva das expectativas, tendo-se passado para a revisão em alta; ii) ainda assim, a generalidade das economias, incluindo a zona euro e Portugal, deverá crescer apenas cerca de metade do seu potencial em 2023.

Se extrapolarmos o crescimento médio dos últimos três trimestres do ano passado para este ano, chegamos a um aumento do PIB de apenas 1,0%, um crescimento em torno de metade do potencial.

Nº 20 Perspectivas Empresariais – 4º Trimestre de 2022

Consulte aqui o nº 20 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, relativo ao 4º trimestre de 2022, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e o especial “Um gasoduto de Sines para a Alemanha ou um corredor verde para exportar hidrogénio para a Europa?

O ano de 2023 será de uma fortíssima desaceleração (entre 0% e 2%), com dificuldades muito significativas, com o arrastar da guerra na Ucrânia, o abrandamento da economia mundial, a crise energética, a resistência da inflação a ser domesticada, a subida das taxas de juro e dos diferenciais de crédito.

Em 2024, a economia regressaria a um crescimento mais próximo do potencial, momento em que será confrontada com o nível demasiado baixo deste potencial.

Nota de Conjuntura nº 80 – Dezembro de 2022

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Dezembro de 2022.

O Forum para a Competitividade estima que no 4º trimestre de 2022, a economia terá tido uma variação em cadeia entre -0,1% e 0,2%, a que corresponde uma variação homóloga entre 2,8% e 3,1%.

Entre 2020 e 2022, Portugal terá crescido anualmente apenas uma décima acima da UE, o que, de maneira nenhuma pode ser confundido com convergência, porque a este ritmo iríamos demorar muito mais de cem anos a “convergir”, para além de descermos para um dos últimos lugares da UE.

Nota de Conjuntura nº 79 – Novembro de 2022

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Novembro de 2022.

No 3º trimestre, o PIB acelerou em cadeia, de 0,1% para 0,4%, tendo desacelerado em termos homólogos, de 7,4% para 4,9%. Houve uma aceleração do consumo privado (de 0,7% para 1,1% em cadeia), um pouco surpreendente, que sugere, por um lado, que a taxa de poupança está em queda e, por outro, que não será sustentável.

Para o 4º trimestre, há um efeito geral de desaceleração, que poderá ser em parte contrariado pelo pacote de ajuda às famílias.

Nota de Conjuntura nº 78 – Outubro de 2022

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Outubro de 2022.

Há uma deterioração da conjuntura internacional, sendo crescentes os riscos de recessão. A persistência da inflação poderá reforçar o plano de subida de taxas de juro do BCE, reforçando o ambiente recessivo. O Forum para a Competitividade estima um abrandamento do crescimento, de entre 6,5% a 6,8% em 2022 para entre -2% e 1% em 2023.

O orçamento de 2023 usa o imposto inflação em larga escala e, mesmo assim, se a transferência extra de 0,5% do PIB para os pensionistas não ocorresse em 2022, mas apenas em 2023, o défice deste ano desceria para 1,4% e o do próximo ano subiria para 1,4% do PIB, revelando ausência de progresso.

Nº 19 Perspectivas Empresariais – 3º Trimestre de 2022

Consulte aqui o nº 19 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, relativo ao 3º trimestre de 2022, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e o especial “Portugal pode ser autónomo em Energia?”

Sendo ainda possível que Portugal consiga ter um desempenho fraco mas positivo em 2023, é cada vez mais provável que tenhamos uma recessão, em razão de todos os riscos que se têm vindo a acumular: pessimismo crescente do enquadramento internacional e europeu em particular; novos surtos de inflação, com origem em dificuldades no abastecimento de combustíveis; subidas mais rápidas e mais acentuadas das taxas de juro por parte do BCE; subida dos diferenciais de crédito.

Assim, o Forum para a Competitividade estima um abrandamento do crescimento, de entre 6% a 6,5% em 2022 para entre -2% e 1% em 2023.

Nota de Conjuntura nº 77 – Setembro de 2022

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Setembro de 2022.

No final do 3º trimestre, começou a registar-se um abrandamento e até mesmo queda das transacções, pelo que o Forum para a Competitividade estima que neste trimestre o PIB tenha tido uma variação em cadeia entre -0,5% e 0%, a que corresponde uma variação homóloga entre 3,9% e 4,4%.

Do pacote de ajuda às empresas, só 6% lhes chegará rapidamente. Há alternativas muito mais interessantes: dispensa do pagamento por conta do IRC; o Estado pagar as dívidas a fornecedores; acelerar a execução do PRR e do investimento público; reformar a fiscalidade das fusões e aquisições.

Nota de Conjuntura nº 76 – Agosto de 2022

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Agosto de 2022.

No 2º trimestre, o PIB desacelerou de 2,5% para zero em cadeia, com queda do consumo privado e do investimento, contrariado pelo bom desempenho das exportações, sobretudo de serviços.

Quase todos os riscos de desaceleração internacional se agravaram: os indicadores europeus a entrarem em território negativo no início do 2º semestre, a inflação, os preços da energia, as taxas de juro e os riscos geopolíticos.

Nota de Conjuntura nº 75 – Julho de 2022

Consulte aqui a Nota de Conjuntura do Forum para a Competitividade, relativa ao mês de Julho de 2022.

Em Portugal, em Julho, a inflação acelerou de novo, 8,7% para 9,1%, mais uma vez acima da da zona euro (8,9%). A inflação subjacente passou de 6,0% para 6,2%, estreitando finalmente a diferença face ao indicador equivalente dos nossos parceiros, que passou de 1,4% para 1,2%.

No 2º trimestre, o PIB caiu 0,2% em cadeia, pior do que o esperado, face a um aumento de 2,5% no trimestre anterior, enquanto em termos homólogos desacelerou, de 11,8% para 6,9%. Os próximos trimestres deverão ser de desaceleração, devido à conjuntura internacional, à subida da inflação e das taxas de juro e aos riscos geopolíticos.

Perspectivas Empresariais – 2º Trimestre de 2022

Consulte aqui o nº 18 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, relativo ao 2º trimestre de 2022, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e o especial “REPowerEU ou Europa sem Energia?”

Em linha com a evolução internacional, o Forum para a Competitividade estima um abrandamento do crescimento do PIB, de entre 4,5% a 6% em 2022 para entre 0,5% e 2,5% em 2023.

Há riscos de haver um novo surto de inflação, devido a retaliações da Rússia sobre os produtos energéticos. Mesmo assim, o Forum para a Competitividade estima um abrandamento da inflação, de entre 6,5% e 8% em 2022 para entre 2,5% e 4% em 2023.

Scroll to Top