Perspectivas Empresariais

Perspectivas Empresariais – 2º Trimestre de 2022

Consulte aqui o nº 18 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, relativo ao 2º trimestre de 2022, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e o especial “REPowerEU ou Europa sem Energia?”

Em linha com a evolução internacional, o Forum para a Competitividade estima um abrandamento do crescimento do PIB, de entre 4,5% a 6% em 2022 para entre 0,5% e 2,5% em 2023.

Há riscos de haver um novo surto de inflação, devido a retaliações da Rússia sobre os produtos energéticos. Mesmo assim, o Forum para a Competitividade estima um abrandamento da inflação, de entre 6,5% e 8% em 2022 para entre 2,5% e 4% em 2023.

Nº 15 Perspectivas Empresariais – 3º Trimestre de 2021

Consulte aqui o nº 15 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade,  relativo ao 3º trimestre de 2021, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e o especial “A crise energética”.

De acordo com a generalidade das fontes disponíveis, a economia deve acelerar em 2022 face a este ano, podendo crescer acima de 5%, mas esta aceleração é, sobretudo, um sinal do atraso na retoma.

Estamos a viver a primeira crise energética em contexto de descarbonização e o elevado valor do ISP faz-nos ter dos combustíveis mais caros da Europa.

Nº 13 Perspectivas Empresariais – 1º Trimestre de 2021

Consulte aqui o nº 13 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, relativo ao 1º trimestre de 2021, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e o especial “Exportação e Investimento: um balanço de 2020”.

Para garantir que somos um destino atraente este Verão, seria muito importante que definíssemos uma meta ambiciosa, como ter 120% da média de vacinação da UE.

Dados iniciais do 2º trimestre permitem algum optimismo, embora a incerteza sobre o turismo permaneça muito elevada, o que tem levado a generalidade das instituições a adiar o calendário da retoma, esperando que o crescimento em 2022 supere o de 2021.

Nº 12 Perspectivas Empresariais – 4º Trimestre de 2020

Consulte aqui o nº 12 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, relativo ao 4º trimestre de 2020, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e o especial “Aumentar a cadeia de valor: rota para a competitividade do nosso país”.

Os novos confinamentos de 2021, mais severos, deverão resultar numa nova queda no produto no 1º trimestre do corrente ano, entrando o país na chamada “recessão técnica” (dois trimestres seguidos de diminuição do PIB).

Para além disso, os elevados valores de novos casos de COVID e de mortes, para além do atraso no programa de vacinas, estão a criar o risco de adiamento de recuperação do turismo, sendo grave se persistirem até próximo da marcação de reservas para o Verão. Ou seja, o nosso cenário de recuperação do PIB, entre 1% e 4% em 2021, enfrenta acentuados riscos negativos.

Nº 11 Perspectivas Empresariais – 3º Trimestre de 2020

Consulte aqui o nº 11 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, relativo ao 3º trimestre de 2020, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; o especial “O hidrogénio no contexto da transição energética”; e a entrevista de Pedro Ferraz da Costa à Agência Lusa.

No 3º trimestre, a recuperação terá sido modesta e no 4º trimestre, com a reposição de restrições à circulação e à actividade, há a possibilidade de um retrocesso.

Para 2020, (excluindo as previsões extremas), as diferentes instituições estimam que o PIB poderá ter uma variação entre -9% e -11%, com uma recuperação em 2021, entre 5% e 6%.

Nº 10 Perspectivas Empresariais – 2º Trimestre de 2020

Consulte aqui o nº 10 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, relativa ao 2º trimestre de 2020, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e o especial “Uma crise sem precedentes levou a uma resposta em termos de políticas monetárias e orçamentais sem precedentes”.

Para 2020, houve uma generalizada revisão em baixa das perspectivas de crescimento em Portugal. Antecipando revisões posteriores, o Forum para a Competitividade reviu em forte baixa as suas estimativas de PIB para 2020, para de -9% para -15%, mantendo-se com um dos pontos médios do intervalo de previsão mais negativo (-12%).

O plano proposto por António Costa Silva é demasiado intervencionista e pouco consciente das limitações de financiamento que o país enfrenta. Na revisão em curso deveria focar-se na melhoria da atractividade ao IDE, nos recursos humanos e na reforma da Administração pública.

 

Nº 9 Perspectivas Empresariais – 1º Trimestre de 2020

Consulte aqui o nº 9 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e os especiais “O Covid-19 e a Europa” e “Estado acionista? Não obrigado! Um Estado de fomento? Sim, por favor!”

***

Para 2020, há consenso de que haverá uma recessão profunda, com recuperação provável, ainda que parcial, em 2021.

O atraso no apoio às famílias e às empresas e a aposta no investimento público é uma estratégia altamente errada para responder a esta recessão, que exige uma resposta muito diversa das anteriores, devendo a ajuda ser concedida com a máxima urgência.

Nº 8 Perspectivas Empresariais – 4º Trimestre de 2019

Consulte aqui o nº 8 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e os especiais “A Europa depois do Brexit” e “Empresas Portuguesas em 2018”.

Inclui contributos de Banco BIG, COSEC, PLMJ e PwC/CCR Legal

***

Com a única excepção do Ministério das Finanças, é  opinião unânime das diversas instituições que a economia portuguesa deverá desacelerar em 2020, para entre 1,6% e 1,8%, e de novo em 2021, em linha com o que se deverá passar na generalidade das economias avançadas, sobretudo por razões conjunturais, de final do ciclo económico.

No caso de um “soft Brexit”, a UE-27 perderia 284 mil empregos, o Reino Unido (RU) 140 mil, a Bélgica 10 mil e Portugal 6 mil. No que toca à queda do produto teríamos uma perda de 0.38% na UE-27, 1.21% no RU, 0.58% na Bélgica e 0.3% em Portugal.

Nº 7 Perspectivas Empresariais – 3º Trimestre de 2019

Consulte aqui o nº 7 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, que inclui: conjuntura nacional, as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e os especiais “Angola: uma oportunidade após a outra, lá como cá!” e “Exportar para a China”.

Inclui contributos de: Banco BIG, COSEC, PLMJ e PwC/CCR Legal

***

É opinião unânime das diversas instituições que a economia portuguesa deverá desacelerar em 2019 e de novo em 2020 e 2021, em linha com a desaceleração internacional.

As alterações ao Código do Trabalho introduzem uma nova norma que impossibilita o afastamento das normas deste Código relativas à contratação de trabalhadores a termo por parte de instrumentos de regulamentação colectiva, uma importante (e dificilmente justificável) limitação à autorregulação do mercado laboral.

Nº 6 Perspectivas Empresariais – 2º Trimestre de 2019

Consulte aqui o nº 6 da publicação trimestral do Forum para a Competitividade, que inclui: conjuntura nacional; as empresas e os seus custos; conjuntura internacional; mercados; legislação; e os especiais “Reformas no Brasil” e “O exemplo de Espanha”.

Inclui contributos de: Banco BIG, COSEC e PwC/CCR Legal

***

Em relação ao trimestre anterior, verificou-se uma generalizada revisão em baixa das previsões económicas internacionais para 2019 e 2020, um risco para as exportações portuguesas.

Scroll to Top